Fale com nosso vendedor pelo whatsapp
13 99759 4577
(13) 3226-1555
Acompanhe-nos nas redes sociais:
(13) 3226.1555
Como chegar

Linha Citroën 2021

Consórcio
Conheça as condições
Acessórios
Faça o seu pedido
Oficina Citroën
Faça o seu
agendamento
Seminovos
Veja as opções

Notícias

09/11/2021
Futuro Citroën C4 L: possível sedã da marca para o Brasil
Uma notícia interessante foi apurada pelos franceses do L′Argus. Segundo a publicação, a Citroën vai investir em um sucessor para o C-Elysée, sedã de porte compacto com foco no preço acessível. Apesar do C-Elysée não ter alcançado o sucesso comercial que a marca projetava para ele no Velho Continente, a Citroën não parece determinada a desistir da categoria e, para tanto, trabalha no projeto conhecido como C43.  Até onde se sabe, o futuro modelo deverá ser lançado no último trimestre de 2022 na Europa, com produção na fábrica da Citroën em Madri, onde a atual gama C4 é montada.  O futuro C4 L, como deverá ser chamado, também terá uma versão totalmente elétrica para o mercado chinês e promete um estilo diferenciado para a carroceria, apostando em uma traseira ligeiramente mais curta.  É interessante ficarmos atentos ao futuro projeto C43 uma vez que o atual C-Elysée também é comercializado em alguns mercados emergentes, como Tunísia e Turquia, onde a questão do custo-benefício é algo preponderante.  Em paralelo ao sucessor do C-Elysée, vale a pena lembrarmos que, segundo apurações da imprensa especializada indiana, o programa C-Cubed, dentro do qual a nova geração do Citroën C3 está inserida, contempla ainda outros dois produtos. Todos, inclusive, confirmados para o mercado brasileiro.  De acordo com sites e revistas indianos, um dos frutos do programa C-Cubed deverá ser exatamente um sedã com dimensões reduzidas e pensado para ser acessível. Logo, qualquer semelhança entre ele e o sucessor do C-Elysée está longe de ser mera coincidência.  Por conta disso, é importante acompanharmos de perto os desdobramentos do projeto C43, bem como novas informações sobre o programa C-Cubed, o qual é amplamente desenvolvido na Índia.  Portanto, são grandes as chances de que a Citroën volte a atuar no segmento de sedãs aqui no Brasil. Não na categoria de médio porte como já o fez com o C4 Pallas, mas focando em um segmento abaixo e que ainda deverá permanecer com um bom nível de participação de mercado por um bom tempo.  Fonte: Autoo
Ler mais
30/09/2021
Citroën revela nova geração do C3, que será lançada só no início de 2022
A Citroën apresentou ao mercado mundial emergente a nova geração do hatch C3. Junto ao veículo, que será lançado no Brasil apenas no início de 2022, foi apresentada também uma nova Citroën, agora sob o guarda-chuva do Grupo Stellantis. O novo C3 honra o legado da Citroën, com suas linhas sempre originais. O design do modelo foi baseado no C3 europeu, mas foi desenvolvido pelas equipes locais da América do Sul para atender às preferências da região. O porte remete a um crossover, com boa altura em relação ao solo. O capô é alto e anabolizado, se encaixando sobre os chevrons da logomarca Citroën, que se prolongam para as extremidades e se fundem com o conjunto óptico, formando uma assinatura luminosa em Y de cada lado. Os faróis ficam no meio desse Y. A grade hexagonal é dividida para afixar a placa e tem os faróis de neblina nas extremidades. As laterais são vincadas, com molduras nas caixas de roda e frisos largos (airbumps). O tamanho das rodas não foi divulgado. Na lateral também se destacam os racks de teto. Desse ponto de vista também é possível notar que haverá opção de combinar diferentes cores para a carroceria e o teto. A traseira tem o balanço bem curto, com lanternas que criam uma assinatura luminosa formada por duas linhas. INTERIOR: O painel tem orientação horizontal, com destaque para a tela de 10 polegadas do sistema multimídia, que provavelmente equipará apenas as versões de topo. O visual interno do novo C3 também é bem jovial, com uma grande peça em plástico laranja dominando o restante do painel. Também está disponível um suporte integrado para o smartphone. O volante tem base achatada e traz alguns comandos. A marca promete uma posição de dirigir elevada, boa ergonomia (com todos os comandos ao alcance do motorista) e o melhor espaço do segmento para as pernas dos passageiros traseiros. Informações como a distância entre-eixos e o volume do porta-malas não foram divulgadas. MOTOR: A Citroën não confirmou as motorizações do novo C3, mas as versões de entrada devem trazer sob o capô o motor 1.0 Firefly da Fiat (com até 77cv de potência e 10,9kgfm de torque). Já as versões mais caras devem usar o motor 1.6 FlexStart (com até 118cv e 16,1kgfm) da PSA, que posteriormente deverá ser substituído pelo 1.0 turbo GSE (de aproximadamente 130cv) que estreia no inédito Fiat Pulse. GAMA: O C3 é o primeiro veículo de um total de três que serão lançados até 2024 para compor a nova gama da marca no Brasil. O projeto C-Cubed prevê o lançamento de uma família que ainda deve ganhar um crossover no fim de 2022 (para substituir o C3 Aircross) e um sedã compacto, em 2024. Todos terão fabricação local, nas plantas do Brasil ou da Argentina. Para produzir o novo C3, a fábrica de Porto Real (RJ) foi adaptada para fabricar a plataforma CMP simplificada. O modelo será exportado para vários países da América do Sul. Com essa linha, e o posicionamento de entrada em relação à Peugeot, a ideia é que a marca alcance volume considerável de vendas. Fonte: Estado de Minas
Ler mais
Veja toda as notícias

Empresas do Grupo

Citroën
Rua da Constituição, 518
Vila Matias - Santos - SP
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa política de privacidade.
Saiba mais
Estou de acordo